BEM-VINDO * deixe sugestões e comentários * OBRIGADO PELA VISITA

27 de fevereiro de 2011

Semana da Leitura / Feira do Livro

Neste ano lectivo, a escola EB1/JI do Falcão dedica a semana de 28 a 4 de Março à promoção da leitura, realizando actividades que pretendem envolver tembém a comunidade.
  • dias 2 e 3 de Março - Feira do Livro.

  • dia 4 de Março - Desfile de Carnaval até à EBS do Cerco, com fatos criados na escola.

25 de fevereiro de 2011

“Memória Criativa”

Olá amiguinhos!
A turma do 2ºB este ano participa no projeto “Memória Criativa”, desenvolvido pela equipa do Porto Digital. No âmbito deste projeto foram já realizadas duas visitas de estudo: a primeira, ao Museu Nacional Soares dos Reis onde observamos pinturas de Artur Loureiro e esculturas de Soares dos Reis. Interpretámos as obras de arte “entrando” nelas, utilizando os 5 sentidos para as descrevermos. Foi muito interessante e enriquecedor poder aprender a analisar obras de arte!
No seguimento do projeto, fomos também visitar o Banco de Materiais da Câmara Municipal do Porto, situado na freguesia de Cedofeita, onde nos foi apresentado e explicado o projeto “SOS azulejo”, que pretende proteger e preservar os azulejos das fachadas das casas mais antigas da cidade e que fazem parte do nosso património histórico e artístico.
Aqui ficam algumas imagens das atividades realizadas e dos trabalhos observados nestas visitas.
Aguardem por mais novidades, já que este projeto se prolongará até ao mês de Junho, com mais atividades empolgantes e interessantes para partilharmos convosco!
P.S. - visitem o site http://www.portodigital.pt/ para descobrirem estas e outras atividades desenvolvidas pelas diversas escolas envolvidas no projeto!
Até breve!

22 de fevereiro de 2011

A Cidade do Cães em poesia…

Num mundo de animais,
nomeadamente de cães…
Onde eram todos iguais,
estes animais eram todos especiais.

Cinemas com cheiros,
móveis especiais
Até o cabeleireiro,
faz tosquias radicais.

Neste mundo, não havia poluição,
era perfeito de facto…
Um dia um belo cão,
muito sabichão,
decidiu fazer uma eleição.
Kaiser o mais feroz, ganhou logo no acto!

Kaiser era ditador,
acabou com a cidade paraíso.
Tudo em seu redor,
de vez perdeu o juízo!

Todos passaram fome,
causa do ditador …
Agora ninguém dorme,
com o peso da dor!

Kaiser ficou raivoso,
seus súbditos levados para os matos …
Quem lhes deu um grande gozo,
foram simplesmente os gatos! Trabalho colectivo da turma do 3ºA da Escola do Falcão.

21 de fevereiro de 2011

A Maior Flor do Mundo em BD

Os alunos do 4º ano da turma do 2º/4ºB da Escola do Falcão, no âmbito do projecto “Ler é preciso!”, estudámos a obra agregadora “A Maior Flor do Mundo” de José Saramago e decidimos recriá-la em banda desenhada.
Foi muito divertido!

Aqui está o trabalho que seleccionámos para vos apresentar...
Clica para aumentar

19 de fevereiro de 2011

Concurso SeguraNet

A SeguraNet lançou um grande desafio!...
A nossa turma “desatou” a inscrever-se neste concurso, onde aprendemos os cuidados que devemos ter com o computador e a internet.
O 1º desafio, era ilustrar um texto e criar um slogan sobre a importância do anti-vírus na segurança e protecção do computador. Para superar esta actividade, foi preciso juntar todos os esforços e criatividade de todos os alunos.
Ficaram curiosos? Então visitem o site http://www.seguranet.pt/ para verem os resultados.
Mantenham-se online, porque o 2º desafio já vem a caminho…
Turma do 4ºano

12 de fevereiro de 2011

Reciclagem de pilhas

Alerta à comunidade!

Actividade de pesquisa orientada, da turma do 3ºA sobre a reciclagem de pilhas em Portugal.
Presentemente, ainda não existem em Portugal as infra-estruturas necessárias para promover a nível nacional, a reciclagem de pilhas. Existem porém algumas pilhas ditas verdes ou ecológicas que contêm menos mercúrio. Mesmo assim, nenhuma pilha deve ser deitada no “lixo”. A este propósito, convém seguir algumas sugestões que poderão evitar riscos e minimizar os efeitos nocivos que s pilhas têm para o meio ambiente:

- Não deitar pilha alguma no lixo, nem abandoná-la “por aí”;

- Manter as pilhas fora do alcance de crianças;

- Depositar as pilhas nos contentores próprios que algumas Câmaras possuem junto dos vidrões. No entanto, procurar saber qual o destino final que as pilhas têm;

- Caso não haja contentores por perto, acondicionar as pilhas usadas em caixas de cartão com um saco de plástico no seu interior para evitar derrames, ou em garrafas de plástico. Embora em Portugal não exista um sistema eficaz de recolha de pilhas, é preferível saber que elas estão bem acondicionadas do que serem depositadas ou abandonadas sem qualquer precaução;

- Sempre que possível, optar por pilhas recarregáveis. Embora inicialmente seja necessário fazer um investimento maior e apesar de as pilhas recarregáveis se descarregarem mais rapidamente que as alcalinas a maioria destas podem ser usadas centenas de vezes.

8 de fevereiro de 2011

Um dia quero ser…

Na sequência de termos estudado as profissões, dialogámos sobre a profissão que gostaríamos de ter no futuro. Depois elaborámos um pictograma, e verificámos que as duas profissões mais escolhidas pelos alunos do 2ºA foram: cabeleireira e futebolista.
Concluímos que precisamos do trabalho uns dos outros para o nosso bem – estar e que todas as profissões são importantes. Aprendemos também que antes de exercermos uma profissão, precisamos de ESTUDAR, porque todas as profissões exigem uma preparação adequada.
Alunos do 2ºA

1 de fevereiro de 2011

Visita de estudo à Casa do Infante

No dia 28 de Janeiro de 2011, a turma do 4ºA, realizou uma fascinante visita de estudo, à casa do Infante, que se situa na rua da Alfândega do Porto.
Quando chegamos, fomos até à beira do rio Douro lanchar, houve muita brincadeira com as gaivotas que lá passavam.
Iniciámos a nossa aventura, conhecendo a Patrícia, que foi a nossa guia. Começou por nos explicar que aquela casa foi em tempos uma alfândega, local para onde se dirigiam as mercadorias que vinham dos outros países.
Logo de seguida, passamos pela biblioteca e fomos dar a uma sala chamada “sala da memória “, onde havia fontes documentais como: grandes livros, máquinas, a declaração das despesas do baptismo do Infante D. Henrique e o foral da cidade do Porto.
Deslocamo-nos para outra parte do edifício, onde através de um pequeno teatro, ficamos a conhecer os trajes, chapéus e coroas que o D. João I e D. Filipa de Lencastre, pais do Infante D. Henrique, assim como os seus outros irmãos usavam naquela época.
Continuamos a explorar o Museu, onde encontramos vestígios de um mosaico romano, que prova habitação e civilização dos romanos naquela casa.
Vimos um pequeno filme que mostrava as várias alterações que a casa do Infante sofreu ao longo dos séculos.
Por fim, fomos à parte mais animada, que foi quando nós pintámos e fizemos as coroas e as coifas, que ficaram lindíssimas.
Foi um dia excitado e divertido, esperamos poder repetir.
Turma: 4º A
Prof. Carlos Ferraz