BEM-VINDO * deixe sugestões e comentários * OBRIGADO PELA VISITA

23 de maio de 2007

Para ler... e gostar!



Livro

um amigo

para falar comigo

um navio

para viajar

um jardim

para brincar

uma escola

para levar

debaixo do braço.


Livro

um abraço

para além do tempo

e do espaço.



Luisa Ducla Soares


18 de maio de 2007

Fundo do mar




Boa tarde

Como o calor que está a praia chama!

Fundo do mar

No fundo do mar há brancos pavores,
Onde as plantas são animais
E os animais são flores.
Mundo silencioso que não atinge
A agitação das ondas.
Abrem-se rindo conchas redondas,
Baloiça o cavalo-marinho.
Um polvo avança
No desalinho
Dos seus mil braços,
Uma flor dança,
Sem ruído vibram os espaços.
Sobre a areia o tempo poisa
Leve como um lenço.
Mas por mais bela que seja cada coisa
Tem um monstro em si suspenso.


Sophia de Mello Breyner Andersen

Nasceu na cidade do Porto, em 1919, viveu em Lisboa, onde estudou e tirou o curso de Filologia Clássica e faleceu no dia 2 de Julho de 2004.
Sophia de Mello Breyner Andersen é considerada uma das poetisas e escritoras de livros para crianças mais importantes da Literatura Portuguesa.
Possui uma obra vastíssima, que inclui, contos e obras poéticas. Os seus livros relatam as vivências da autora durante a infância. Por exemplo, para escrever A Floresta a autora inspirou-se na quinta da avó onde costumava passar férias enquanto criança.
Em 1999 Sophia de Mello Breyner Andersen recebeu o Prémio Camões, sobre o qual muito se falou e escreveu na altura.

15 de maio de 2007

Falcões no tabuleiro


Somos vencedores!

A nossa escola participou no torneio de xadez das escolas do Porto. Apesar de ser a nossa primeira participação ganhámos duas medalhas e uma tacinha.

Parabéns a todos os participantes.


11 de maio de 2007

4 de maio de 2007

LIVRO

http://www.app.pt/nte/luisads/mentiraverdade.htm
No sítio da Associação de Professores de Português podes encontrar esta obra publicada integralmente.

3 de maio de 2007

Poemas da mentira e da verdade

Olá


Como sabem a nossa escola está a participar na elaboração de um livro colectivo com outras escolas do Porto. A ideia partiu da biblioteca municipal Almeida Garrett. O mote para os trabalhos é sempre um verso do livro da Luísa Ducla Soares "Poemas da mentira e da verdade".
Deixo-vos o trabalho da nossa escola:
Se a panela tem asas (mote)

Se a panela tem asas
E o Porto tem seis pontes
A minha rua tem casas
O rio corre para as fontes!


Se o garfito tem dentes
A espátula corta o bolo
Na floresta há duendes
O perneta marca o golo!


Se este poema é composto
De mentira e de verdade
A lua só tem um rosto
Às dez da manhã é tarde!


Se o gato vai à caça
O cão passeia de trela
Eu fiz trabalhos de casa
Colei pratas nas janelas!
2º ano A
Lindo, este poema, não?!
Façam mais!