BEM-VINDO * deixe sugestões e comentários * OBRIGADO PELA VISITA

19 de abril de 2007

IMAGINAR...

Leva algum tempo a carregar, mas vale a pena esperar...

16 de abril de 2007

Sugestão de leitura


Os números do Menino Guloso

Hora de Jogar

Dá-me bolinhos mas não só um.

Desde o almoço faço jejum.

Dá-me bolinhos mas não só dois.

Como um agora outro depois.

Dá-me bolinhos mas não só três,

que os vou papar duma só vez.

Dá-me bolinhos mas não só quatro,

para os provar logo no quarto.

Dá-me bolinhos mas não só cinco.

Com tanta fome eu bem os trinco.

Dá-me bolinhos mas não só seis,

todos maiores que bolos reis.


Luísa Ducla Soares, Poemas da Mentira e da Verdade, Livros Horizonte

12 de abril de 2007

Sugestões

Bom dia!
Plano Nacional de Leitura
Deixamos algumas sugestões de actividades

O minuto da poesia
Na transição entre duas actividades diferentes, pode facilmente incluir-se um minuto dedicado à poesia, utilizando livros de poesia, instrumentos musicais e eventualmente uma campainha para dar início a este momento que se quer muito especial. No 1º Ciclo, a fim de criar um ambiente lúdico e atractivo, o professor pode ainda usar um chapéu ou outro adereço, como símbolo do “tempo poético”.

Os livros utilizados devem ser mostrados aos alunos, identificados com o nome do poeta, ou dos poetas, se tratar de uma colectânea. Pode também chamar-se a atenção dos alunos para a capa ou para as ilustrações. No final da leitura, o livro deve ser disponibilizado aos alunos que o desejem manusear ou ler outros poemas.

Ilustrar um poema
Escolha
Devem ser privilegiados os poemas que evocam imagens para facilitar a reprodução visual do poema.
Etapas
Começar a actividade falando dos ilustradores de livros de poesia, mostrando exemplos de álbuns onde os poemas são ilustrados. Discutir com os alunos o papel do ilustrador (dar a atmosfera do poema, representar os sentimentos e as imagens que ele evoca, etc.).
Ler um poema aos alunos e pedir-lhes para imaginarem que o poeta os contratou como ilustradores.
Pedir aos alunos para ilustrarem o poema. Fornecer material variado de desenho, de pintura, tecido, lã, botões, cartão, feltro, materiais de reciclagem.
Acabadas as ilustrações, convidar os alunos a apresentar e explicar o seu desenho ao grupo

10 de abril de 2007

Bom dia!


Pois eu gosto de crianças

Pois eu gosto de crianças!
Já fui criança também…
Não me lembro de o ter sido;
Mas só ver reproduzido
O que fui, sabe-me bem

É como se de repente
A minha imagem mudasse
No cristal de um nascente
E tudo o que sou voltasse
À pureza da semente.

Miguel Torga
In Brincar também é poesia